Esse ensaio resume o sentido da fotografia pra mim. Diminuir distâncias, acalentar o coração saudoso, lembrar de novo e de novo o que realmente importa nessa vida, registrar fragmentos de amor e possibilitar senti-lo de novo ao olhar as fotos, registrar um pouquinho da história de cada um que confia em mim e que escolhe o meu olhar pra isso.

Sempre fico imaginando os sorrisos dos meus clientes vendo e revendo as fotos, meu coração transborda em pensar no coração deles se enchendo desse amor ao folhear os fotolivros ou mostrar para a família e amigos as fotos.

Fico imaginando o Pedro e a Helena vendo essas fotos no futuro. Se não fosse por elas, eles muito provavelmente não lembrariam dessa época, desse dia (eu pelo menos não lembro de nada de quando tinha 1 ano). Mas agora eles vão poder saber como foi essa tarde ensolarada, vão saber que o vovô e a vovó moravam longe mas isso não diminuia o amor e a diversão quando estavam juntos e que o brinquedo favorito era aquele fusquinha amarelo que o vovô construiu com as próprias mãos e com todo coração.

Eu definitivamente nasci pra trabalhar com coisas que envolvem sentimentos, pra guardar os melhores num potinho, para que vocês tenham eles pra sempre.